Casa Verde e Amarela

Casa verde e Amarela: Anunciada as regras do novo programa habitacional

O novo programa habitacional brasileiro já chegou com tudo, apresentando as suas principais mudanças e dando o que falar. Ele foi criado através de uma medida provisória assinada pelo presidente do país e que ainda está passando por votação no Senado e na Câmara. O principal objetivo com o novo programa é substituir o Minha Casa Minha Vida e focar nas famílias mais necessitadas, além de regularizar a situação de muitos imóveis e empreendimentos que foram abandonados ou estão inacabados.

Publicidade

Alguns detalhes do novo programa, que será chamado de Casa Verde e Amarela, já foram anunciados, por isso você pode conferir essas informações a seguir!

Como vai funcionar o Casa Verde e Amarela?

O Casa Verde e Amarela é o novo programa habitacional do governo federal brasileiro. Tendo sido criado para atuar como substituto do Minha Casa Minha Vida, ainda não há muitos detalhes sobre como de fato ele funcionará na prática, mas já podemos especular. O governo não divulgou, por exemplo, como será realizada a adesão ao programa pelas famílias do grupo 1, mas como são as mais pobres, tudo indica que continuará acontecendo através da prefeitura, talvez com um sistema ainda mais seguro.

Publicidade

As famílias do grupo 1, além de poderem contar com o financiamento habitacional, também vão poder usufruir dos demais serviços que foram adicionados ao novo programa como regularização de imóvel e reforma. Essas famílias também poderão contar com as menores taxas de juros do programa. Infelizmente, o subsídio não será mais de 90% do valor do imóvel, pois esse era um dos grandes problemas do MCMV.

A expectativa é de que as famílias possam continuar se inscrevendo pelas prefeituras para o que desejarem ou de que as prefeituras usem o CadÚnico para fazer a seleção e chamar as famílias.

Grupos de Renda do novo programa

O Minha Casa Minha Vida contava com 4 faixas de renda, mas o novo programa habitacional conta com somente 3 grupos, dessa forma, reduziu a renda máxima permitida para ser contemplada em qualquer uma das vertentes da iniciativa: até R$7 mil. Com isso o governo deixa ainda mais evidente que o seu foco são as famílias mais pobres e necessitadas.

Veja como são os grupos de renda do Casa Verde e Amarela:

– Grupo 1: é composto por famílias que recebem até R$2 mil por mês (nas regiões Norte e Nordeste, a renda aceita sobe para R$2,6 mil por mês);

– Grupo 2: é composto por famílias que recebem entre R$2 mil e R$4 mil por mês;

– Grupo 3: é composto por famílias que recebem entre R$4 mil e R$7 mil por mês.

As famílias do grupo 1 são as que contam com as melhores vantagens como taxas de juros mais reduzidas, um valor maior de subsídio (apesar de não ser de 90% do valor do imóvel) e também podem contar não somente o financiamento como com a reforma de imóvel e a regularização fundiária.

Os demais grupos contam com taxas um pouco maiores, sem falar que para o grupo 3 não há subsídios e não é possível aproveitar todos os serviços oferecidos.

Taxas de Juros

As taxas de juros do Casa Verde e Amarela serão menores do que aquelas praticadas no antigo programa, segundo anunciou o governo federal brasileiro. Além disso, as famílias do Norte e Nordeste também contarão com as taxas ainda mais reduzidas em relação ao restante do país.

As famílias do Norte e Nordeste que se encaixarem no grupo 1, terão taxas de juros a partir de 4,25% ao ano; já aquelas que fazem parte do grupo 2, poderão aproveitar taxas a partir de 4,75% ao ano. Confira as taxas para o restante do país: grupo 1 taxas a partir de 4,5% ao ano; grupo 2 taxas a partir de 5% ao ano e grupo 3, taxas a partir de 7,16% ao ano.

Você deve ter notado que famílias do Norte e Nordeste ficaram com as principais vantagens: ampliação da renda no grupo 1 e taxas de juros menores do que as praticadas no restante do país. O governo decidiu ampliar os benefícios para essas regiões, pois são um local onde as famílias possuem rendas ainda menores do que no restante do país. Se seguissem as mesmas regras, não poderiam ser beneficiados pelo financiamento, principalmente porque as parcelas iriam comprometer mais do que 30% da renda mensal e isso não é permitido pelo programa.

Com as devidas alterações, as famílias podem participar e têm as mesmas chances que o restante do país.

O novo programa oferece muito mais do que o financiamento habitacional

O Casa Verde e Amarela não está oferecendo para a população somente um financiamento habitacional, mas também ações que visam regularizar imóveis e melhorar as residências já entregues através de reformas. O intuito é promover a regularização de 2 milhões de moradias até 2024 (geralmente são casas entregues pelo Minha Casa Minha Vida sem escrituras e outros documentos).

As reformas também poderão ser realizadas tanto em moradias já entregues pelo programa antigo, quanto por aquelas adquiridas fora do programa, desde que a família se enquadre no grupo 1. Se você possui uma casa, por exemplo, mas está faltando o banheiro, poderá se inscrever.

Para ser selecionado para a regularização fundiária, a renda mensal precisa ser de até R$2 mil e é necessário estar inscrito no CadÚnico, além de ter somente aquele imóvel no Brasil.

Casa Verde e Amarela

O novo programa habitacional do nosso país poderá ajudar a melhorar a qualidade de vida das famílias mais pobres, diminuir o déficit habitacional e atuar de forma ativa para que todos tenham uma moradia segura e confortável.

Ainda faltam alguns detalhes sobre como solicitar cada tipo de serviço e como eles serão realizados, mas o governo deverá anunciar tudo em breve. Se você se interessou pelas iniciativas do Casa Verde e Amarela, fique de olho nos canais de comunicação do governo para não perder nenhuma novidade e poder participar assim que as inscrições abrirem.

Escreva um Comentário